Vistos – Tudo gira à volta deste tema

Há vários tipos de visto possíveis de obter para ir para a Austrália mas nem todos ou diria mesmo a maioria não se adequão ao seu perfil pelo que provavelmente apenas um ou dois vistos poderão ser os mais indicados para si.

O visto mais banal, rápido de obter e barato é o visto de turista com um valor aproximado de 25€ no aeroporto é obtido em minutos e permite viajar para a Austrália e permanecer durante 90 dias, no entanto só permite fazer férias e nada mais que isso. Com este visto não se pode trabalhar pois não é possível obter o TFN (Tax File Number) equivalente ao número de contribuinte em Portugal para assim poder receber honorários.

Depois há uma série de vistos muito específicos e complicadíssimos de obter pois são só para situações muito pontuais como para refugiados ou para quem já só tem familiares na Austrália. Neste ultimo caso se tiver um familiar direto na Austrália a viver permanentemente e se fizer prova de já não ter familiares no seu país de origem pode aplicar para um visto de residencia na Austrália.

Para quem tiver 400 mil euros para investir num negócio na Austrália tem igualmente acesso a um visto de residência no país.

Depois há vistos regionais que estão disponíveis ocasionalmente pois não é possível aplicar para eles a todo o momento tendo que esperar que estes estejam em aberto e caso seja aprovado terá que ficar a viver numa zona do interior da Austrália durante pelo menos 2 a 3 anos.

Depois há ainda o visto de residência que é bastante difícil de obter e sem garantias de sucesso. Trata-se de um sistema de pontos que terá de acumular (um total de 60) para poder aplicar para ele e ser colocado numa extensa lista de possíveis candidatos a empregos bastante qualificados que possam ser chamados a todo o momento para ir para Austrália trabalhar. Este visto custa mais de 2500 euros e permite ficar apenas na base de dados durante 2 anos se não for chamado durante esse periodo terá que aplicar para o visto novamente e para o fazer se não tiver um bom nível de inglês (nível 7 no exame IELTS) uma licenciatura e menos de 30 anos será quase impossível de consegui-lo.

O visto Sponsor é o mais procurado, trata-se de um visto patrocinado por uma entidade patronal que paga cerca de 1500 dólares australianos pelo mesmo e indica ao governo do seu país que precisa de sí para trabalhar na empresa com uma boa justificação de que não encontra melhor. Este visto é mais fácil de obter mas é preciso ter um bom dominio da lingua inglesa e um excelente curriculum para conseguir que uma entidade patronal o queira patrocinar por dois anos.

O visto de estudante é outra alternativa que lhe permite estudar e trabalhar ao mesmo tempo. Terá que estar a frequentar um curso que pode ser de inglês, técnico ou universitário e ao mesmo tempo pode trabalhar 20 horas semanais no país. Para aplicar para um visto destes tem que pagar o curso na totalidade antes de pedir o visto, caso se trate de um curso universitário pode pagar apenas o primeiro ano.

Para quem tem menos de 30 anos pode aplicar para um visto de trabalho e férias que permite durante um ano trabalhar e passear por toda a Austrália sem restrições, este é sem duvida o melhor visto de todos mas precisa de mostrar garantias financeiras para poder sobreviver no país durante a sua estadia.

O tema dos vistos tem muito que se lhe diga e apenas alguns são importantes de referir pois os outros são quase impossíveis de obter e para isso irei criar um post unico por cada um dos vistos importantes e assim detalhar mais sobre cada um. Toda e qualquer duvida sobre este tema escrevam nos comentários que terei todo o gosto em ajudar.

Dia da Austrália (26 de Janeiro)

Ontem foi o dia da Austrália, trata-se de um dia comemorado por todos em todo o país, é o dia mais importante e é feriado. Quando este feriado calha em dia de fim de semana as comemorações são feitas nesse dia mas o próximo dia útil é feriado também tal como outros feriados na Austrália.

Este dia é marcado por festejos e celebrações, bem como atos cívicos por todo o lado. Comemora-se a chegada de Arthur Phillip a Sydney que ocorreu em 1788.

AustraliaDay1 Dia da Austrália (26 de Janeiro)

Nos dias antes do dia 26 de Janeiro é fácil encontrar nos supermercados e outros estabelecimentos comerciais vário merchandising da Austrália como bandeiras, bonés, cachecóis, produtos para pintar a cara e tudo o mais que possa servir de decoração.

É extremamente normal as pessoas fazerem barbeques em casa e nos jardins pois há muitos locais preparados para os famosos BBQ durante todo o ano. Eu fui convidado para ir a casa de uns amigos que conheci perto de Melbourne e fizemos um grande barbeque com várias pessoas de vários países, é um dia muito divertido em que se passa a comer, beber e conversar.

Principais cidades da Austrália

A Austrália tem 8 estados sendo que um é muito pequeno (Australian Capital Territory ou ACT) que serve apenas para demarcar a área onde se encontra a capital Canberra.

Cada estado tem leis e valores de produtos/serviços, tal como salários diferentes. Os pagamentos normalmente são contabilizados à semana embora possam ser pagos ao mês. A moeda é o Dolar Australiano (AUD, $A ou $AU) estável e forte. As notas têm a particularidade de serem feitas de plástico resistentes à água e das mais difíceis de falsificar em todo o mundo.

As cidades com mais ofertas de emprego são Sydney, Melbourne, Perth e Brisbane sendo que as duas primeiras são as de maiores dimensões e que costumam ser as primeiras cidades para onde os emigrantes vão uma vez que há mais oportunidades de trablho.

map of australia Principais cidades da Austrália

Sydney é a cidade mais cara em tudo mas também é a que tem mais oportunidades de emprego. Melbourne chega a ter valores quase metade dos praticados em Sydney, tem igualmente muitas oportunidades de trabalho embora um pouco menos.

O clima de Sydney é mais parecido ao de Portugal e há muitas praias, trata-se de uma cidade muito evoluída tecnologicamente. Melbourne é mais pitoresca e faz lembrar a Europa de um modo geral, com um clima quente mas chuvoso ao longo de todo o ano. Não tem tantas praias mas em contrapartida tem muita cultura, é conhecida por ser a cidade cultural da Austrália pois tem a todo o momento eventos a decorrer para entreter os seus habitantes.

Perth é uma cidade direcionada para o mercado mineiro uma vez que em volta da cidade há imensas minas e uma grande percentagem dos trabalhos estão relacionados com esta industria. O clima é idêntico ao de Sydney. Brisbane é uma cidade mais quente, está no estado considerado o forno da Austrália (Queensland) e está muito direcionada para as praias tal como para o divertimento.

Outras cidades importantes são Darwin, Canberra, Adelaide, New Castle, Gold Coast, Hobart (esta última na Tasmânia).